A revolução indomável chamada Dominguinhos

Desde o seu primeiro contato com o AKA, na pelada, ficou evidente que se tratava de uma pessoa diferente.


Envolvido, bom de prosa, bom de bola, da resenha. Apenas a primeira impressão. E que impressão. O "homi" chegou chegando.


Daí em diante, ele foi se interessando cada vez mais pelas nossas atividades pelo nosso trabalho e a facilidade com que se relacionava com os atletas e a forma de enxergar o futebol ficava evidente que ele poderia fazer algo mais em nosso grupo.


A gente sempre teve alguns atletas que tomavam as rédeas para comandar a equipe nos amistosos e torneios, mas ainda era algo informal e com menos comprometimento.


Em seu primeiro jogo como comandante da equipe, contra o Zé Péla FC em 23 de dezembro de 2017, ele mostrou toda a paixão pelo futebol e principalmente pelo Time do Vale. Essa química, aliada ao seu jeito boleiro e extrovertido, faz com que os atletas queiram sempre se esforçar ainda mais por ele e pelo AKA.


Dominguinhos vai além de ser um grande treinador. Essa parte deixamos até mesmo para o nosso universo lúdico.


Para nós, a sua importância vai muito além do que convocar, treinar e liderar o time. A sua liderança extrapola o futebol. A empatia, o desejo de ver o futebol do Vale forte e o seu amor pela terra e pelo nosso time o credenciam como um dos grandes personagens do nosso grupo. Um ídolo verdadeiro.


Sob o comando do AKA até hoje, foram 45 jogos sendo 23 vitorias, 8 empates e 14 derrotas. 112 gols pró e 90 contra.


Independente dos números, Dominguinhos já conquistou um lugar especial no coração dos akadianos e de todos aqueles que gostam do AKA e dos nossos projetos.


Um Salve ao Mr. Dome-Inguinhos. Só Tapa Pai!!!!




12 visualizações0 comentário
whatsapp-logo-icone.png