Comportamental x Estratégico

Por: Nicolau Trevisani Frota


Dentro de muitos conceitos discutidos no futebol atualmente, dois são fundamentais, mas, muitas vezes, confundidos entre si ou tratados como conceitos iguais: o comportamental e o estratégico. Quando vamos analisar uma partida ou uma equipe específica dentro de algum contexto, precisamos ter a percepção exata de que o funcionamento de uma equipe se dá de várias formas, passando pelas questões estratégicas e comportamentais, que apesar de andarem juntas não são a mesma coisa.

Se voltarmos ao conceito de modelo de jogo (que nada mais é do que a forma como a equipe busca se organizar dentro dos cinco momentos do jogo: organização defensiva, transição defensiva, transição ofensiva, organização ofensiva e bolas paradas de acordo com os princípios do jogo e respeitando diversas especificidades que dão identidade da equipe), é possível entender que os comportamentos são os hábitos de cada equipe dentro dos momentos do jogo norteados por princípios estabelecidos que vão dar a equipe uma determinada identidade.

Cada comportamento pré-estabelecido como norteador para cada momento do jogo, quando treinado da forma correta e repetitiva, passa a se tornar um hábito da equipe que se repete dentro dos jogos daquele time com frequência. O famoso Barcelona de Pep Guardiola, por exemplo, tinha como hábito na organização ofensiva, buscar ataques posicionais que controlavam o jogo através da ocupação de espaços e a posse de bola. Essa característica marcante da equipe do Barcelona, era um hábito que o time repetia diversas vezes dentro de suas partidas, independente dos adversários.

A parte estratégica do jogo, está ligada ao plano de jogo específico de cada equipe para cada partida, e variam dentro de cada jogo e contexto específico que o time está inserido (adversários, competição, necessidade do resultado…) sofrendo alterações a todo momento. Se a parte comportamental está ligada às ações coletivas que a equipe faz em cada momento do jogo, a parte estratégica se refere às adaptações necessárias destes hábitos em cada partida para que eles se manifestem da melhor maneira.

Voltando ao exemplo do Barcelona – de Guardiola -,e seu hábito comportamental de ter ataques posicionais na organização ofensiva, que estava presente na identidade da equipe e precisava sofrer adaptações constantes quando agia dentro de cada plano de jogo para que se manifestasse da melhor maneira. Fica claro essa diferença se pensarmos em duas partidas marcantes do Barcelona: a final da Champions League, de 2010/2011, contra o Manchester United, e a final do Mundial do mesmo ano contra o Santos. Nas duas partidas a equipe possuía o mesmo modelo de jogo, a mesma identidade comportamental, mas sem ambas, os planos de jogo e as decisões estratégicas – para que os mesmos comportamentos fossem expressados- foram diferentes (desde a plataforma tática utilizada, até como se dava as movimentações dos atletas dentro do jogo).

Se pensarmos nos seres-humanos, cada indivíduo possui uma identidade e uma personalidade. Identidade, é tudo aquilo que se refere ao indivíduo em si e não muda, dando a ele uma característica própria (corte de cabelo, história de vida, local onde mora, família, princípios ensinados…), e personalidade é aquilo que o indivíduo é em cada situação podendo mudar a cada contexto específico (uma pessoa não tem exatamente o mesmo modo de agir em qualquer situação, se é submetida a uma situação de desconforto, dará uma determinada resposta. Já quando está em uma situação confortável, dará outro tipo de resposta). Apesar disso, sua identidade e características particulares não mudarão.

Pensando numa equipe como uma pessoa, os comportamentos são o que lhe darão uma característica própria e particular (identidade), já estratégia é o plano de jogo como sendo a mudança da pessoa de acordo com cada contexto (mesmo que isso não faça com que ela deixe de ter seus elementos específicos e individuais) pode se referir a personalidade.

Quando analisamos um jogo de futebol, precisamos ter a clareza da forma como estes conceitos estão próximos entre si numa equipe, mas também compreender a diferença entre eles.

Fonte:

https://universidadedofutebol.com.br/comportamental-x-estrategico/




4 visualizações0 comentário
whatsapp-logo-icone.png