Sono dos campeões: veja dicas importantes para uma noite de qualidade

Dormir mal pode influenciar na performance, no recovery e até na incidência de lesões

Por: Daniel Baumfeld

Quem de nós não gostaria de dormir bem, acordar descansado e não ter problema para pegar no sono? Talvez este seja o desejo de muitas pessoas! Um sono de qualidade influencia diretamente nossa qualidade de vida.

Quando pensamos em esportistas, isso pode ser ainda mais evidente! Dormir mal pode influenciar na performance, no recovery e até na incidência de lesões.

Uma meta análise de 2012 publicada no British Medical Journal evidenciou que mais de 50 % dos europeus com mais de 60 anos tem insônia. Este artigo ainda resumiu bem os fatores catastróficos que um sono ruim pode trazer para nossas vidas, e ainda definiu que, com o avançar da idade, as consequências podem ser ainda piores.

Alimentação irregular, falta de atividade física, obesidade, depressão, ausência de um companheiro para compartilhar o dia a dia são os achados mais consistentes com uma noite mal dormida. O inverso também é verdadeiro, equilíbrio alimentar, controle de peso, rotina familiar harmônica, exercícios físicos e boa contrição do local para dormir ajudam a equilibrar nossa noite de descanso.

Há uma recomendação das 5 regras para dormir como um campeão:

1-Colchão: devemos sempre nos preocupar com o equilíbrio corporal quando estamos deitados, o colchão deve respeitar o perfil corporal e a posição ideal deve ajustar a coluna cervical, lombar e sua relação com os membros inferiores.

2-O ambiente para dormir: O espaço deve ter uma temperatura agradável, ideal que seja entre 16 e 18 graus e sem ruídos. Paredes claras e sem elementos que provoquem ruído visual ou distrações também ajudam.

3-Rotinas pré e pós-sono: manter hábitos rotineiros nos ajuda a equilibrar nosso “on e off “. Antes de deitar é indicado não ter o estômago muito vazio ou muito cheio, não ter bebido muito álcool e desligar os dispositivos tecnológicos.

4-Entender o ritmo circadiano: o ciclo biológico Regula a atividade física, química e psicológica do organismo, influenciando a digestão, o estado de vigília, o sono, a regulação das células e a temperatura corporal. Conhecer o momento de maior vigília e de menor atenção regula nossas atividades corporais e ajuda a escolher o momento ideal para pegar no sono!

5-Cronotipo e genética: Identificar fatores individuais ajuda a organizar nossas atividades e períodos de descanso de modo a obter um melhor desempenho.

São múltiplos fatores, não é verdade? Mas como os grandes atletas fazem para dormir bem? Um trabalho individual sobre a qualidade do sono e questionários diários sempre é realizado em grandes atletas e clubes, e temos na universidade federal de Minas Gerais um campo de pesquisa avançado neste assunto.

O controle da temperatura com câmaras frias de nitrogênio, medicamentos como melatonina, controle alimentar, mental e do períodos de atividades intensas são os principais fatores controlados por este grupo de privilegiados que tem uma boa qualidade do sono. Mas nem todos eles dormem bem... são humanos iguais a todos nós.

Quer dormir melhor? Siga algumas destas dicas e veja se te ajuda!




8 visualizações0 comentário
whatsapp-logo-icone.png