A magia da vida!

Atualizado: 28 de ago. de 2020

Muitas vezes fico imaginando como a vida é mágica, como é interessante o

decorrer do tempo e de como pode ser instigante ou até mesmo desafiadora.

Como é bom depois de muitos anos passados receber notícias ou reencontrar os

velhos amigos, rever pessoas que fizeram parte de algum momento em nossa

história e constatar que mesmo apesar do longo período sem contato, ainda

persiste a amizade, a admiração, o respeito e o sentimento mútuo de satisfação

pelos bons e divertidos momentos. É incrível quando nos deparamos com tais

situações que nos transportam instantaneamente e inconscientemente a uma

viagem ao longo do tempo, onde parece que entramos na máquina do tempo e

passamos a reviver outras épocas, relembrar causos, instantes, aprontanças,

mancadas, atos históricos e manotas inesquecíveis. É um sentimento único que

para muitos pode ser saudosismo exacerbado, mas que para mim é de extrema

importância e fundamental para conseguirmos crescer no mundo de hoje.

Constantemente me vejo parado olhando para o horizonte refletindo sobre como

evoluímos em tantos aspectos, mas estamos perdendo o que mais temos de

importante na vida: Nossos sonhos! Hoje em dia temos mais liberdade de

expressão, mas não podemos sair de casa coma certeza de que retornaremos,

falamos tanto em amor, mas o que é o amor hoje? Temos acesso a mais canais de

comunicação, porém nos comunicamos menos. Estamos passando por um monte de

momentos de incertezas, de inconstâncias, falta de bom senso, falta de

consciência coletiva, de valorização da família, das nossas origens. Estamos nos

habituando com um mundo violento, injusto, caótico e individualista.

Mas não quero falar disto, quero sim relembrar dos tantos amigos que estão

espalhados pelo mundo, que ainda muitos irei conhecer e de que um dia poderei

contar aos meus filhos, assim como hoje tenho a satisfação de conhecer os amigos

dos meus pais, de admirar as suas histórias e de poder enxergar o mundo ainda de

uma forma romântica, saudosista e porque não dizer saborosa!


Amigos vem e vão, mas os momentos vividos nunca serão tirados de nós, pois

fazem parte da nossa história, do nosso currículo de vida, do nosso âmago, DNA.

A distância sempre existirá, mas enquanto houver pessoas envolvidas entre ela,

sempre haverá espaço para a confraternização, para o amor, para o perdão, para a

diversão e alegria.

Um sonho pode ser apenas um sonho, mas quando este sonho é compartilhado, ele

se torna realidade. Uma realidade capaz de mudar, transformar e irradiar.

E esta é nossa força, nosso ideal, nosso sonho.

Como bem disse o amigo ilustríssimo Dr. Maiolino Thomaz, Maiólas, para os

íntimos, “Ser Kaiauzeiro é trazer no peito o cheiro do couro dos seleiros da rua de

Baixo.” E emendando com o Embaixador Mor Adonai Timburé Martins: “O

Kiauzeiro é ambivalente...guerreiro....vencedor...... Edifica as passagens em seus

caminhos como a beleza de um artesão com o barro, dança a Canção da vida com a

força de um trovador!...”


Você já parou para pensar sobre o valor da amizade?

Às vezes nos encontramos preocupados, ansiosos, em volta há situações

complicadas, nos sentindo meio que perdidos, mas somente o fato de

conversarmos com um amigo, desabafando o que está no íntimo, já nos sentimos

melhor, mesmo que as coisas permaneçam inalteradas.

 

Quantas vezes são os amigos que nos fazem sorrir quando tínhamos vontade de

chorar, mas a sua simples presença nos traz de volta o brilho da vida.

 

A simplicidade das brincadeiras pueris, a conversa informal naqueles momentos de

descontração, uma conversa rápida ao telefone, no vai e vem do dia ou da noite, no

bate -papo pela Internet, no ambiente do trabalho ou da escola, enfim, em

qualquer lugar a qualquer hora.

 

Entretanto, não existe só alegria, amor, felicidade nesta relação, ela é como

qualquer outro relacionamento, passa por crises passageiras, por momentos

intempestivos, abalos ocasionais.

 

Ainda que tenhamos muito carinho pelo amigo em questão, às vezes por

insegurança, por ciúmes, por estarmos emocionalmente alterados ou nos sentindo

pressionados, acabamos sendo injustos com ele e isso pode ser recíproco.

 

Podemos comparar esse elo de amizade como o “tempo” que passa por alterações

climáticas constantemente, mas é dessa forma que aprendemos a nos conhecer,

compartilhar momentos e que se desenvolve uma amizade.

 

Diante do amigo somos nós mesmos, deixamos vir à tona nossos pensamentos a

respeito das coisas, da vida, nos mostramos como verdadeiramente somos.


  

Há amigos que nos ensinam muito, nos fazem enxergar situações que às vezes não

percebemos o seu real sentido, compartilham a suas experiências conosco, nos

falam usando da verdade que buscamos encontrar.

 

São eles também que nos chamam a razão, chamando a nossa atenção quando

agimos de modo contraditório, que nos dizem coisas que não queremos ouvir,

aceitar ou compreender, são eles que são capazes nos fazer enxergar nossos

defeitos se espelhando nos defeitos dele.

 

Ao longo de nossa vida muitos amigos passam por ela e nos deixam saudades, mas

também deixam a recordação de tudo que foi vivido. É na amizade verdadeira que

encontramos a sinceridade, lealdade, afinidade, cumplicidade, simplicidade,

fraternidade.

 

Amigos são irmãos que a vida nos deu para caminhar conosco ao longo da nossa

jornada espiritual, extrapolando os limites do tempo, continuando quando e onde

Deus assim o permitir.





8 visualizações0 comentário
whatsapp-logo-icone.png